Você pode antecipar a restituição de Imposto de Renda, mas será mesmo que é viável?

Devido à crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus, COVID-19, a Receita Federal avaliou e resolveu adiar a data final da entrega do Imposto de Renda 2020. Para este ano, a data limite foi acertada para o dia 30 de junho.

Mesmo com a extensão do prazo, que foi um alívio para vários contribuintes, a diminuição ou a ausência nas atividades econômicas não essenciais tem levado a grande procura pela antecipação da restituição do Imposto de Renda (IR).

Mas, afinal, vale a pena solicitar esta restituição com os bancos? Confira a seguir:

Veja como funciona a restituição do IRPF

Restituição de Imposto de Renda - SE Promotora - Ponto Banese
Restituição de Imposto de Renda vale a pena?

Para entender se vale a pena pedir a antecipação do Imposto de Renda, você precisa aprender como é o seu funcionamento.

Primeiramente, é preciso compreender que a restituição é um direito adquirido para todo o contribuinte que realizou pagamento a mais do Imposto de Renda no ano anterior. Além disso, os profissionais que trabalham em regime CLT, isto é com carteira assinada, já fazem o pagamento do IR através da folha de pagamento. Diante disso, já possuem o direito à restituição.

Ao acessar o programa da Receita Federal, você encontra a informação que tanto deseja: se está apto para esta ação, e o valor a ser restituído.

Então, para realizar o pedido de antecipação, basta informar ao banco o protocolo de entrega da sua declaração à Receita. Através deste documento, a instituição financeira consegue analisar o valor do capital a ser emprestado. Normalmente ocorre a liberação que é de 75% a 100% do dinheiro do Imposto de Renda.

Vale a pena antecipar a restituição do Imposto de Renda?

Muitas pessoas possuem dúvida se realmente vale a pena antecipar a restituição do Imposto de Renda. No entanto, o que podemos dizer sobre esta situação é que isso depende de cada caso em particular.

Ficou chateado com a nossa resposta? Calma! Continue lendo para entender melhor. Sabe por que não existe uma resposta certa para esta pergunta? Porque a antecipação só vale a pena mesmo quando se entende o real objetivo da utilização deste dinheiro creditado.

Por exemplo, pode ser uma grande escolha para as pessoas que resolvem investir o dinheiro da restituição em pagamento da dívida do cartão de crédito. Como os juros do cartão de crédito costumam ser alto, a sua quitação o mais rápido contribui para a dívida não virar uma bola de neve.

Outro ponto importante é que seja verificado com o banco sobre o valor da taxa de juros aplicado nesta operação de crédito. Segundo o Banco Central, esta taxa costuma variar de 1,79% a 3,69% ao mês. Então, quando iniciar a quitação da parcela deste empréstimo, você precisa lembrar que o valor será reajustado com esta porcentagem mensal.

Em quais casos devo antecipar a restituição do Imposto de Renda?

Para as pessoas que possuem contas em atraso, ou desejam aproveitar este período de isolamento para realizar uma pequena reforma em casa, a restituição pode ser uma ótima alternativa, pois normalmente são atreladas a taxas de juros menores que as praticadas no mercado.

Desta forma, você se livra das possíveis dívidas com o banco, por exemplo, pois estará utilizando este capital antecipado de forma eficiente e objetiva, contribuindo até mesmo para a sua saúde financeira.

Você sabia que você pode antecipar a sua restituição de Imposto de Renda no Ponto Banese? Acesse a página do produto e solicite uma simulação clicando aqui. Ao fazer a contratação da antecipação da restituição do seu Imposto de Renda no Ponto Banese você ainda concorre a prêmios no SE Fideliza.